# Histórias d’O Melhor Natal de Sempre: um sonho Winter Blush

# Histórias d’O Melhor Natal de Sempre: um sonho Winter Blush

Winter Blush _O Melhor Natal de Sempre _DeBORLA_Deblog_700x350

Qualquer sonho é possível nas histórias d’O Melhor Natal de Sempre. Winter Blush é uma aventura imaginária que nos reporta para a magia dos sonhos, daqueles que nos levam aos desejos de outrora e nos devolvem sorrisos inesperados. E porque um dos segredos da vida é sonhar, partilhamos mais uma história encantadora d’O Melhor Natal de Sempre.

“Hoje tive um sonho verdadeiramente Winter Blush. Sentia-se um inverno já bem frio e agreste, e eu estava em Paris. Não me situo no tempo, mas sei que tinha viajado, não sei se em trabalho, se em lazer. Apenas sei que estava em Paris, estava sozinha, e era inverno.

Um crepúsculo único iluminava as ruas que despertavam para um novo anoitecer. Quase noite e eu percorria ruas de Paris, maravilhada e sem pressa. Ruas iluminadas, decoradas, em que apesar do frio que se sentia, transmitiam enorme calor pela decoração de natal já instalada na cidade. Fachadas de prédios, montras de lojas, troncos de árvores iluminados, pontes e postes de iluminação, arcos e bancos de jardim, para onde olhasse havia decorações de natal a edificar cada recanto desta cidade maravilhosa e a transmitir aquele calor que só o Natal consegue transmitir.

De repente começou a nevar. A candura dos finos flocos de neve que caiam sobre o meu chapéu, rapidamente cederam a vez a um respeitoso nevão. Tive de me abrigar na primeira porta iluminada que encontrei. Uma loja que já estava a encerrar, mas na qual entrei, pois, gentilmente me abriram a porta. Era uma amena casa de chá. Sentia-se o cheirinho delicioso de croissants. Eu era certamente a última cliente. Perante a simpatia daquele inesperado abrir de porta, pedi um lanche que me aquecesse a alma. Nas mesas encontravam-se revistas e jornais que fui folheando para entreter a espera do meu chá e dos meus croissants com compota de mirtilo. Encontrei numa revista o anúncio de um bailado precisamente para aquela noite: Winter Blush. Última exibição! Uma bailarina que eu sempre admirei era a cabeça de cartaz. O cartaz destacava a sua imagem numa elegante composição de plumas entre renas e veados de fundo, em figuras elegantemente estilizadas. Apressei-me a consultar a disponibilidade de bilhetes e a sorte sorriu-me. Ainda havia bilhetes disponíveis!

Dali segui logo para o teatro para conseguir aqueles últimos ingressos. Instalada e na expectativa que antecede qualquer abertura das cortinas sobre o palco, a música invadiu a sala que estava cheia. A melodia transportava-me para toda uma magia que enaltecia a coreografia pela leveza e a suavidade dos movimentos da bailarina, que graciosamente se evidenciavam. O guarda roupa era de uma suavidade plena: maillots sedosos e saias encorpadas de brancas plumas, qual neve que eu havia sentido nas ruas momentos antes! Segundas bailarinas enchiam o palco quebrando aquela paleta clara, agora com diferentes tonalidades rosa suave, cobre e prateado, ondulando os corpos ao sabor da pauta que se ouvia num doce piano, singular e admirável. O som e o movimento de Winter Blush conduziam-me para uma harmonia única… A história por trás do bailado narrava um enredo de uma bailarina envergonhada, mas ansiosa por brilhar num mundo encantado de melodias, movimento e coreografias. E brilhar em pleno Winter Blush!

Num sussurro inesperado vindo da cadeira atrás da minha, alguém elogiou o meu traje. Sem olhar para trás, olhei-me e reparei na saia de plumas que me envolvia. Eu era Winter Blush!”

 

Coleção Winter Blush d’O Melhor Natal de Sempre com tonalidades sóbrias e aconchegantes para um cenário de graciosidade e festa.

Coleção com preços válidos de 09 de novembro a 24 de dezembro de 2018; disponibilidade dos artigos limitada ao stock existente.

# Histórias d’O Melhor Natal de Sempre: um sonho Winter Blush

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *